COMO ABRIR UMA EMPRESA

COMO ABRIR UMA EMPRESA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

A tecnologia da informação é um segmento do mercado que vem crescendo nos últimos anos e os motivos são evidentes. A tendência é que tenhamos um mundo cada vez mais informatizado, havendo também a necessidade de soluções tecnológicas.

Um profissional de TI, que pretende abrir uma empresa de tecnologia da informação deve contar, antes de tudo, com o apoio de profissionais especializados em contabilidade para empresas de tecnologia para que seu empreendimento possa ser melhor direcionado.

Com o apoio e a assessoria de uma empresa contábil, o profissional de tecnologia da informação terá maior disponibilidade para manter o foco nos objetivos de seu empreendimento, possibilitando atingir uma fatia de mercado suficiente para que possa manter sua empresa em constante crescimento e desenvolvimento.

O empreendedor que deseja abrir uma empresa de tecnologia da informação deve ficar atento às questões operacionais, sendo assessorado com relações às questões que envolvem os aspectos tributários e jurídicos da implantação do negócio, os detalhes das atividades que serão desenvolvidas e os anexos nos quais a empresa pode se enquadrar para escolher o melhor regime tributário.

Regimes tributários para uma empresa de tecnologia de informação

A legislação está em constante e frequente mudança e, para abrir uma empresa de tecnologia de informação, é preciso estar atento às atividades e aos regimes tributários permitidos. Com as novas mudanças do Simples Nacional, a empresa de TI pode ter as seguintes atividades:

  • Desenvolvimento e licenciamento de programas, enquadrado no Anexo V do Simples Nacional, com alíquotas de impostos de 8% a 22,9%;
  • Treinamento em Informática; Treinamento de Dados, Portais e Provedores de Conteúdo, enquadrados no Anexo III do Simples Nacional , com alíquotas de 6% a 17,42%;
  • Suporte Técnico, podendo ser enquadrado tanto no Anexo III como no IV do Simples Nacional. No Anexo IV, a tributação é de 16,93% a 22,45%;
  • Web Design e Consultoria em Informática, enquadrados no Anexo VI do Simples, com tributação de 16,93% a 22,45% .

A atividade de Suporte Técnico é considerada em dois anexos, por ser um atividade intelectual, devendo-se definir melhor suas atividades antes de fazer o enquadramento.

No caso de Licenciamento de Programas ou outra classificadas no Anexo V do Simples, a tributação varia conforme a folha de pagamento. Para uma empresa sem empregados, a alíquota vai a 20%, enquanto que, com empregados, a taxa desce para 8%. Portanto, é preciso atenção no caso da atividade em que não se tenha empregados.

Atividades como manutenção de software e outras que, teoricamente, exigem mais do que apenas conhecimento, devem entrar no Anexo VI, enquanto que uma empresa que irá desenvolver atividades de reparação de equipamentos, que são consideradas manuais, entram no Anexo III, pagando menos percentual de impostos. O que vai diferenciar para as alíquotas é a emissão da nota fiscal.

Regimes tributários para empresa de tecnologia de informação

Para abrir uma empresa de tecnologia de informação existe a possibilidade de se enquadrar em diversos anexos do regime tributário do Simples Nacional. Portanto, no momento da definição da atividade e no ato da abertura da empresa é importante ter o acompanhamento de profissionais especializados em contabilidade para empresas de tecnologia para orientar corretamente quanto ao melhor regime a ser adotado.

Com uma boa consultora, a empresa de tecnologia de informação poderá começar de forma organizada, economizando em impostos através do enquadramento no regime tributário mais adequado ao seu tipo de atividade.

O modelo preferido para empresas de tecnologia de informação é o Simples Nacional, já que permite unificar o pagamento de diversos impostos em uma única guia, tendo uma alíquota definida.

No entanto, também é importante analisar as outras opções, como o Lucro Presumido que, embora seja mais complexo em termos burocráticos, pode ser uma alternativa para casos de alíquotas mais altas, dependendo da atividade da empresa.

A terceira alternativa para abrir uma empresa de tecnologia da informação é o Lucro Real, que vai exigir, além de inúmeros procedimentos burocráticos, também a manutenção da contabilidade dentro dos padrões normais, contabilizando todos os valores de forma legal, exigindo do empresário muito mais cuidado em suas transações de serviço.

Um fator importante a ser considerado para se abrir de uma empresa de tecnologia da informação é a escolha da atividade principal. O conhecimento de profissionais atuantes na área da contabilidade poderá identificar a melhor opção, de acordo com o tipo de serviço que a empresa irá oferecer aos seus clientes.

Está pensando em abrir uma empresa de tecnologia da informação? Nós somos uma empresa de contabilidade em Guarulhos, especializada em contabilidade para empresas de tecnologia da informação e podemos lhe apoiar em vários aspectos burocráticos legislativos, bem como aquisição do CNPJ, Registro nos órgãos competentes, confecção do contrato social, análise e escolha do melhor regime tributário, dentre outros aspectos relevantes para que sua empresa de tecnologia inicie suas atividades do modo correto, legalizada e seja um verdadeiro sucesso em seu segmento.

Venha tomar um café conosco. Será um prazer apoiá-lo em sua jornada empreendedora.

Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *