O Que E Uma Starup

O que é uma startup e como iniciar uma empresa de sucesso!

O termo startup começou a ser usado na época da “bolha da internet”, entre 1996 e 2001, espalhando-se pelo mundo e, evidentemente, chegando até o Brasil, embora muito mais tarde.

O termo é a melhor definição para um grupo de pessoas trabalhando numa ideia diferente que pode gerar dinheiro, sendo também aplicado para uma empresa que está começando e deve ser colocada em funcionamento.

Com essa diferenciação, existem aqueles que consideram que qualquer empresa em seu período inicial pode ser considerada uma startup, enquanto outros acreditam ser uma empresa com baixo custo de manutenção, mas que consegue se expandir de forma rápida e gerar lucros estupendos.

A definição mais atual sobre startup, no entanto, é de um grupo de pessoas ou de uma pessoa à procura de um modelo de negócios escalável, ainda trabalhando em condições de incerteza com relação aos resultados.

Essa definição de startup envolve alguns conceitos diversos:

  • Havendo um cenário de incerteza, não há como afirmar que a ideia irá dar certo ou, pelo menos, que vai se provar sustentável;
  • A forma de negócios é como uma startup pode gerar valor, ou seja, como pode transformar o trabalho em dinheiro, como, por exemplo, no modelo de franquias, quando o franqueado paga royalties por uma marca, tendo em troca o acesso à receita de sucesso do franqueador;
  • A startup pode criar um modelo repetível, ou seja, ser capaz de entregar o mesmo produto em escala potencialmente ilimitada, sem adaptações para cada cliente. Isso pode ser feito vendendo a mesma unidade do produto várias vezes ou tendo os produtos disponíveis independente da demanda, como, por exemplo, no caso de infoprodutos, entregando através de downloads;
  • Ser escalável é a principal chave para a startup, e isso significa crescer sempre mais, mas sem que isso influencie no modelo de negócio. Dessa maneira, é necessário crescer em receita, embora com custos crescendo de forma muito mais lenta, tornando a margem de lucro sempre maior e gerando riqueza para o empreendedor.

Os passos para a criação de uma startup

Hoje se fala muito em investimentos para startups, inclusive havendo feiras e encontros de pessoas que estão criando startups e estão buscando investidores. Esses investidores sabem que estão aplicando com muito risco mas, se a ideia é interessante e possibilita obter lucros, eles buscam participar.

Após a comprovação de que existe a possibilidade de lucro e a receita começar a crescer, nova leva de investimentos se torna necessária, fazendo com que a empresa se torne sustentável. Ao se tornar escalável, a startup dá seu lugar a uma empresa já lucrativa, ou, ao contrário, vai precisar se reinventar ou morrer de forma prematura.

O modelo startup não se aplica somente a empresas virtuais, embora sejam mais frequentes na internet, já que é mais barato criar uma empresa virtual do que uma empresa física, além do que a própria internet oferece melhores possibilidades de expansão do negócio, permitindo também a venda repetível.

Desta forma, tanto um empreendedor virtual quando um grupo de pesquisadores com uma patente inovadora podem criar uma startup, desde que comprovem que o negócio apresenta um modelo repetível e escalável.

O modelo de startup pode ser considerado como a junção de quatro pilares básicos:

  • Autonomia, que é um dos principais motivos a levar as pessoas para o empreendedorismo, buscando formas de assumir a própria responsabilidade por suas decisões e mantendo sua independência como fórmula para o sucesso;
  • Dedicação, que é essencial para qualquer tipo de empreendimento, mantendo comprometimento e determinação com relação aos objetivos;
  • Risco, uma situação que deve ser enfrentada como necessidade para sua própria evolução, aprendendo com os erros aproveitando cada um deles para melhorar o próprio desempenho;
  • Valor, o último e mais importante dos pilares, possibilitando ao empreendedor mostrar a capacidade de sua ideia gerar riqueza.

Autonomia para o empreendedor

O objetivo principal de uma startup é empreender, fazendo com que o empreendedor busque seu próprio caminho, conquistando autonomia e se dedicando para assumir os próprios riscos e superá-los.

Contudo, ao montar uma startup o empreendedor não deve se esquecer da parte legal de seu objetivo. Uma startup não pode ser considerado um bom investimento se não estiver devidamente legalizada, seguindo as regras estabelecidas.

Na falta de uma empresa ou na impossibilidade de sua implementação, o empreendedor que tem como objetivo estabelecer a sua startup pode ser inscrever como autônomo, inscrevendo-se no INSS e abrindo as portas para a futura montagem de sua empresa.

Se sua intenção for abrir uma startup, procure uma assessoria contábil especializada em contabilidade para startups, para regularizar sua atividade e jogue-se de encontro às suas ideias.

Muito sucesso e se precisar de ajuda para abrir sua startup, entre em contato conosco. Estamos te esperando para um café, e assim transformarmos suas ideias de empreendedorismo em uma startup de sucesso!

Até breve!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *