Voando De Asa Delta No Rio De Janeiro Com Assad 1

O que você prefere: livrar-se ou ser livre?

E se eu lhe disser que esse peso que você carrega nas costas pode lhe fazer chegar mais longe? É isso mesmo! Isso que você leu!

Esse peso que você vai carregando vida afora, esse que faz você sentir um enorme cansaço e até andar meio corcunda (física e emocionalmente) pode fazer você voar longe, desde que você o reconheça e saiba como usá-lo.É muito comum que, ao sentir algum desconforto, a gente queira logo abandonar a bagagem, o peso, e sair leve pela vida. Claro! Ninguém gosta de sofrer. A gente quer mesmo é evitar o desagradável e ficar curtindo as coisas boas que a vida traz.Acontece que mesmo querendo as coisas boas, vamos pegando “pesos e mais pesos” pelo caminho e colocando nas costas.Essas cargas são tantas! Algumas vezes até paramos para avaliá-las e nos damos conta de que parte delas nem são nossas! Aí, imediatamente vem uma vontade louca de nos livrar delas ainda mais rápido. Mas não conseguimos! Às vezes, até parece que deu certo, mas basta levantar e dar mais dois passos e notamos que o peso continua lá, curvando nossas costas, fazendo que os nossos passos sejam mais lentos.O que esquecemos é de olhar para essa carga do jeito certo. Nós, mortais com um ego que quer encontrar prazer e desviar dos desconfortos, não percebemos que o que temos nas costas não é uma mochila cheia de pedras, mas uma ASA-DELTA que serve para nos fazer voar longe.

É preciso saber usar Uma asa-delta! É isso que a vida colocou nas suas costas. Mas, para voar longe, é necessário saber usar este equipamento, não é? Caso contrário, pode dar bem ruim!Quero que você se imagine em um pico muito alto e com esse peso nas costas.

Você levou tanto tempo subindo, viveu tantas coisas pelo caminho, e, quando chegou aqui, estava com esse “fardo” pesadíssimo nas costas.

Então, agora que você já sabe do que se trata e você tem 3 opções:

1. Você pode se livrar do peso tirando isso das suas costas. Afinal, ninguém é obrigada a viver desconfortos desnecessários. Você se alivia senta em uma pedra para observar outras pessoas saltando com suas asas-deltas e voando para longe. Você não corre riscos, não se expõe… Só que também não sai do lugar! Vai ficar seguro. Mas não vai conhecer nada além do que está vendo!

2. Outra opção – NADA ACONSELHÁVEL, mas possível: você pode se empolgar tanto ao descobrir o que é esse peso (que até agora era tão ruim) e sair correndo e se jogar do pico! Ahhh! Que risco!!! Se você tiver muita sorte (MUITA MESMO!) Pode vir uma corrente de ar bem na hora e lhe ajudar a voar. Só que você não vai muito longe. Talvez até vá! Só não vai aproveitar tanto o caminho e vai correr muitos ricos já que não vai estar preparado para isso, o que vai gerar uma baita ansiedade e tirar a tranquilidade que você precisaria para desfrutar de toda a beleza que vai ver lá de cima como poderia ser se você escolhesse a terceira e melhor opção…

3. Você já sabe o que tem, certo? Mas só colocar, ou ter consciência que está com uma asa-delta nas costas não habilita ninguém para voar. Então, é preciso encontrar um (a) instrutor (a) de voo. Não é? Se você ouvir um instrutor, se tiver essa pessoa com você nos voos, vai se sentir seguro, vai poder desfrutar do voo com tranquilidade, com adrenalina e sem medo, angústia ou quaisquer sentimentos negativos que possam surgir neste processo e tirar toda a sua beleza.

A essa altura você deve estar se perguntando: “Onde consigo esse instrutor de voo da minha vida?”Esse instrutor mora em você. Está aí dentro! É parte da sua psique que é tão rica de recursos que você, talvez, nem imagine. Há em você soluções para tudo o que precisa. Para viver e voar longe. Talvez você ainda não tenha encontrado porque quer mais é se livrar do que lhe pesa.

Agora, depois de refletir sobre tudo isso, o que você prefere: Livrar-se ou ser livre?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *